11 - 3284-8209    Endereço Rua Carlos Sampaio, 304 conj. 82. Bela Vista. São Paulo, SP.

ARTIGOS E PUBLICAÇÕES

O Livro Sentimentos que causam Stress organizado pela Dra. Marilda Lipp,  tem no capítulo 5: Pressa  e Excesso de Responsabilidade de autoria de Eliana Torrezan e Roseli Lage, dois comportamentos importantes no processo de stress.          

A pressa e o excesso de responsabilidade são comportamentos que podem ser encontrados em pessoas estressadas e, estes comportamentos acompanham emoções e ou sentimentos que nem sempre são agradáveis. 

Há uma forte relação entre as emoções, os sentimentos e os pensamentos. O modo como uma pessoa pensa a respeito de uma situação irá determinar como ela sentirá suas emoções.

Portanto, se uma pessoa pensa de modo negativo e ou ansiogènico sobre um fato, ela passa à sofrer com isso, tendo emoções negativas. Por exemplo, se a pessoa tem uma conta à pagar no final do mês e, desde o seu início, fica pensando: Será que vou conseguir pagar esta conta? Será que terei dinheiro para isto? Esta pessoa está tendo um grande gasto de energia e provavelmente ficará ansiosa, poderá apresentar sintomas físicos e psicológicos e, até se estressar. Além de não estar utilizando de seus pensamentos para analisar a situação, traçar estratégias e fazer um planejamento, os quais possibilitem pagar a conta ou então, encontrar alternativas para solucionar a situação.

O modo de pensar pode caracterizar um padrão de pensamento que pode ser racional ou irracional. O pensamento racional seria aquele em que a pessoa está analisando a situação de uma forma objetiva e real. O pensamento irracional seria aquele em que a pessoa está analisando a situação de uma forma distorcida e distante da realidade.

Este modo de pensar pode estar relacionado com a pressa e o excesso de responsabilidade. Atualmente, há uma demanda elevada de atividades em que somos expostos no nosso dia-a-dia, trabalho, casa, filhos, estudos entre outros. Os quais deopendendo da forma como a pessoa pensa à respeito dessas exigências, atribuições, necessidades podem levar ao stress.

Estas pessoas podem acumular muitas atividades e, também, muitas responsabilidades, as quais ao serem atendidas necessitam de um grande esforço da pessoa para dar conta em atender à estas demandas.

Geralmente, estas pessoas estão sempre correndo contra o relógio, sempre atrasadas, têm a sensação de que o dia é curto para fazer o que precisam. Além de perceberem que não conseguiram fazer o seu melhor e assim, desencadeando um processo de stress.

O Capítulo traz informações sobre algumas características que podem demonstrar um modelo que predispõe a acumular responsabilidades e uma tendência a se apressar em excesso. Entre estas características estão a pressão interna, a auto-cobrança, o excvesso de controle sobre tudo, o perfeccionismo. 

Enfim, as características individuais, que são apresentadas no capítulo 5, podem mostrar como os sentimentos negativos, assim como, quando em excesso, podem levar ao stress emocional excessivo.

De modo geral, as pessoas podem colaborar no desencadeamento das emoções que desejam sentir por meio do controle de seus pensamentos. Aquelas pessoas que têm uma perspectiva negativa quanto a si, ao meio ambiente e ao futuro, desenvolvem respostas como tristeza, desânimo, irritação entre outras. Por outro lado, as pessoas de pensamentos otimistas se sentem mais motivadas a lutar por seus ideais e manifestam a satisfação ao conquistar uma meta com alegria e entusiasmo.

Sendo assim, torna-se relevante prestar mais atenção em si mesmo, como é o seu modo de pensar, perceber suas emoções e comportamentos, quais são seus objetivos, onde se quer chegar e o que se está fazendo para isto, se de modo saudável ou prejudicial à saúde.

 

Livro: Lipp,M.N. (Org.) (2009). Sentimentos que causam stress: como lidar com eles. Campinas, SP: Editora Papirus.